Docentes e Investigação

Investigação

Unidade de Investigação Nova SBE

A Nova SBE integra as três principais áreas disciplinares da escola — economia, finanças e gestão — e os seus investigadores numa só unidade de investigação, que tem um foco multidisciplinar. A coordenação científica desta é uma das responsabilidades do vice-presidente do Conselho da Faculdade, Pedro Vicente, e a sua gestão operacional  está a cargo do gabinete de investigação.

Ao fazer a ponte entre os investigadores dos centros de conhecimento, labs, hubs da Nova SBE e outros projetos, esta unidade dá apoio à escola na produção de investigação de topo, reconhecida internacionalmente, sobre os assuntos mais prementes da atualidade e que terão um impacto duradouro em políticas públicas, mercados, práticas de negócio e gestão e na sociedade em geral. A unidade dedica-se ao alinhamento estratégico dos seus projetos de investigação e da sua missão com os grandes desafios dos nossos tempos, compreendidos pelas Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas, a União Europeia e o ecossistema português de inovação e ciência.

A Nova SBE proporciona um ambiente estimulante para investigadores experientes ou juniores e delineia objetivos ambiciosos: atrair, desenvolver e reter talento; desenvolver redes de investigação nacionais e internacionais; promover investigação com impacto académico e social; e desenvolver projetos de doutoramento. A escola tem estado sob o escrutínio de diversas avaliações externas realizadas por painéis internacionais e, em todas, a investigação da Nova SBE obteve a classificação de “Excelente”.


Principais áreas de pesquisa: Economia, Finanças, Gestão
3
Principais áreas de pesquisa: Economia, Finanças, Gestão
Investigadores
+ 185
Investigadores
Nacionalidades representadas
34
Nacionalidades representadas

Estratégia de investigação

O alinhamento estratégico e a garantia da qualidade cabe ao Conselho de Faculdade e ao Dean da escola. Nos próximos cinco anos, a Nova SBE pretende manter e aumentar o seu nível de excelência, partilha de conhecimento e o reconhecimento internacional do impacto social que a sua investigação tem. Esta estratégia baseia-se nos seguintes objetivos:

  • Alinhar a investigação com a missão da escola e os desafios da nossa sociedade;
  • Melhorar as redes de investigação internacionais;
  • Contribuir com comunicação científica e partilha de conhecimento;
  • Consolidar o estatuto internacional dos seus programas de doutoramento;
  • Diversificar as suas fontes de financiamento para investigação;
  • Melhorar a produtividade da mesma.

O alinhamento estratégico da investigação com a missão da escola é conseguido através de uma coordenação geral dos objetivos de investigação dos centros de conhecimento com os dos investigadores (numa abordagem top-down ao desenvolvimento científico). Contudo, a unidade também apoia investigadores que queiram ser empreendedores e desafiar o statu quo em campos científicos já estabelecidos (numa abordagem bottom-up ao desenvolvimento científico).

Os nossos investigadores

A unidade de investigação da Nova SBE é um dinâmico campo de aprendizagem para investigadores, ou investigadores associados, e para os candidatos a doutoramento dos nossos programas.

Comissão Consultiva Externa

A Unidade de Investigação tem uma Comissão Consultiva Externa cujos membros são académicos de renome de prestigiadas universidades:

  • Franklin Allen – Imperial College London
  • Paul Osterman – MIT Sloan School of Management
  • Eduardo Schwartz – UCLA Anderson School of Management
  • Luis Cabral – NYU Stern School of Business
  • Cary Cooper – Lancaster University
Research Office

Contacte-nos

Se tiver alguma questão adicional não hesite. Ligue-nos ou envie-nos um e-mail.

Gabinete de investigação da Nova SBE

Tel.: +351 213 801 640

Unidade de Investigação

Financiamento

A Unidade de Investigação da Nova SBE é financiada por:

O Laboratório de Dados de Ciências Sociais – DataLab (infraestrutura de investigação) é financiado por:

O trabalho de investigação da Nova SBE é financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (UID/ECO/00124/2013 e Projeto 22209: Laboratório de Dados de Ciências Sociais - DataLab), POR Lisboa (LISBOA-01-0145-FEDER-007722 e Projeto 22209: Laboratório de Dados de Ciências Sociais - DataLab) e POR Norte (Projeto 22209: Laboratório de Dados de Ciências Sociais - DataLab).