Conhecimento em curso

Os nossos projetos

Temos projetos que cobrem uma grande variedade de tópicos sobre economia da educação relativos a vários níveis de ensino.

Projetos em curso

As instituições de ensino visam definir planos estratégicos e intervenções específicas que pretendem promover o sucesso e prevenir eventuais falhas. Isto requer informação necessária para identificar quais os alunos que precisam desse tipo de auxílio. Infelizmente, ao longo dos anos, o sistema educacional recorreu exclusivamente ao feedback dado pelos professores. Este mostrou-se ineficiente, uma vez que a identificação desses alunos foi realizada numa etapa tardia do processo de aprendizagem. Esta pesquisa visa contribuir com uma melhor compreensão dos fenómenos de sucesso e insucesso nas escolas de ensino primário numa perspectiva longitudinal.

Neste projeto, pretende identificar-se os fatores que melhor explicam o fracasso escolar. Além deste factor também será proposta uma abordagem baseada em técnicas de Data Mining, que visam facilitar a identificação e a prioridade dos alunos mais propensos ao fracasso. Essa identificação é posteriormente seguida pela promoção de oportunidades para agir de modo intencional e prematuro nesses casos, elevando o sucesso e prevenindo o fracasso escolar. Os resultados finais visam identificar, de forma clara, os perfis de sucesso e fracasso não apenas validados empiricamente, mas também conceptualmente e criar um sistema de apoio à decisão de professores e diretores das escolas.

Coordenador: Ana Balcão Reis

Duração: 2018-2021

Parceiro: Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior https://www.cipes.pt/?language=en

Financiamento: EDULOG https://www.edulog.pt/

Projetos concluídos

Este projeto tem como objetivo determinar o impacto que um professor pode ter no processo de aprendizagem dos alunos, dependendo da qualidade dos seus métodos de ensino. Para quantificar a qualidade do docente, esta pesquisa recorrerá ao valor adicionado de cada um, em particular à aprendizagem média dos seus alunos – algo que normalmente é calculado através da evolução das notas dos alunos em dois períodos adjacentes (antes e depois do aluno ser exposto aos métodos de ensino desse professor).

Para isso, a pesquisa conduzida requer o acesso a microdados administrativos de alunos e professores, disponíveis apenas nos EUA e em alguns países em vias de desenvolvimento. Foram também criadas novas bases de dados em Portugal que vinculam os professores a cada aluno em cada ano escolar e aos resultados do 4.ª, 6.ª, 9.ª e 12.ª ano de escolaridade. Estes permitim, deste modo, a realização deste tipo de estudos em Portugal.

Coordenador: Luís Catela Nunes

Duração: 2017-2019

Parceiro: University College London https://www.ucl.ac.uk/

Financiamento: EDULOG https://www.edulog.pt/

Este projeto estuda os determinantes da eficácia da escola. Para tal, será utilizado um conjunto de dados de um projeto anterior financiado pela FCT. Este estudo combina informações sobre as características dos alunos com os resultados individuais dos alunos nos exames nacionais, abrangendo toda a população estudantil portuguesa no ensino básico e secundário nos anos escolares de 2006-2007 a 2011-2012. Através de métodos microeconómicos, pretende determinar-se os fatores que afetam o desempenho escolar, para que, desta forma, seja possível melhorar o sistema educativo português. Alguns dos determinantes que serão analisados ​​incluem retenções e métodos de avaliação, organização da escola, composição da turma e características dos colegas.

Por último, uma vez que um dos resultados mais importantes tanto do ensino básico como do secundário é o acesso ao ensino superior e o seu sucesso serão também analisados ​​determinantes de desempenho académico de alunos de licenciatura e mestrado integrado em Portugal. Tendo isto em consideração, foram utilizados conjuntos de dados que combinam informações sobre as características individuais dos alunos com os seus resultados académicos tanto no final do ensino médio como no ensino superior. Isto permitirá identificar os relacionamentos e papéis específicos desempenhados pelas pontuações internas e os resultados dos exames nacionais.

Coordenadora: Ana Balcão Reis

Duração: 2016-2019

Financiamento: Fundação para a Ciência e Tecnologia https://www.fct.pt/index.phtml.en

O papel da retenção enquanto ferramenta educacional para superar o baixo desempenho é uma questão muito debatida, principalmente porque os resultados da literatura não são consensuais. O caso português é particularmente adequado para estudar esta questão uma vez que todos os alunos devem fazer exames nacionais uniformizados em anos de ensino específico. Além disso, o conjunto de dados disponíveis acompanha o desempenho dos alunos ao longo do tempo.

Consequentemente, foi possível medir o impacto da retenção de alunos no seu desempenho académico subsequente, uma vez que era viável controlar o nível de habilidade inicial de cada aluno no momento da retenção. Utilizou-se uma abordagem por igualdade de pontuação na qual os alunos do 4.º ano de escolaridade, retidos e aprovados, são correspondidos de acordo com as suas características socioeconómicas e as pontuações obtidas nos exames nacionais. Os resultados sugeriram que, em algumas situações, as retenções podem ter, em média, um impacto positivo nas realizações futuras. No entanto, nos casos em que impactos estatisticamente significativos são encontrados, as magnitudes estimadas são relativamente pequenas.

Coordenadores: Ana Balcão Reis, Carmo Seabra, Luís Catela Nunes

Duração: 2015-2016

Publicação: Nunes, L. C., Balcão Reis, A., and Seabra, C. 2018. “Is retention beneficial to low-achieving students? Evidence from Portugal”. Applied Economics, 1-12. (https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/00036846.2018.1444261)

Trabalho apresentado em : Third Lisbon Research Workshop on Economics, Statistics and Econometrics of Education, ISEG, Lisbon, Portugal, 23-24 January 2015; 22nd Congress of Portuguese Statistical Society, 7-10 October, 2015, Olhão, Portugal; 10th Annual Meeting of the Portuguese Economic Journal, Coimbra, Portugal, 1-3 July, 2016; 36th International Symposium on Forecasting, ISF2016, Santander, Spain, 19-22 June 2016; Conference “Mês da Educação 2016”, Fundação Francisco Manuel dos Santos, Lisbon, Portugal, 26 October 2016; and Fórum Estatístico, DGEEC, 8 March 2017.

Financiamento: Fundação Francisco Manuel dos Santos https://www.ffms.pt/en

Parceiros

Financiamento